O futuro da mobilidade urbana. Como os veículos elétricos estão a moldar as cidades

3 min de leituraMobilidade
À medida que avançamos para um futuro mais sustentável, os veículos elétricos estão a tornar-se elementos fundamentais na transformação da mobilidade urbana. Vamos espreitar como é que essa transformação está a acontecer e porque é que a aposta na mobilidade elétrica é o caminho certo.
Partilhar esta mensagem

Como o leitor sabe, os veículos elétricos - VE - têm vindo a assumir um papel essencial na transformação da mobilidade urban. Neste artigo vamos ficar a saber um pouco mais sobre a forma como os VE estão a moldar as cidades e a influenciar o futuro da mobilidade, E estes 9 aspetos são fundamentais.

1. Redução da poluição. Os VE são uns dos principais motivos para redução das emissões de CO2, motivo pelo qual se espera uma melhoria significativa na qualidade do ar das grandes cidades. Ao substituir os veículos a combustão, contribuem significativamente para um ambiente urbano mais limpo e saudável.

2. Incentivos e políticas fiscais. É verdade que grande parte dos países europeus têm vindo a implementar medidas de incentivo à compra de veículos elétricos, tais como, incentivos fiscais, subsídios de alargamento das infraestruturas de carrregamento. Estas medidas são essenciais para acelerar a transição para uma mobilidade mais limpa.

3. Desenvolvimento de infraestrutura de carregamento. A expansão da rede de carregamento é vital para suportar o crescimento dos VE. Muitas cidades estão a investir em pontos de carregamento públicos e privados, tornando a utilização de VE mais conveniente.

4. Integração com tecnologias inteligentes. Os VE são equipados com tecnologias avançadas, como sistemas de assistência ao condutor e conectividade. Estas tecnologias não só melhoram a experiência de condução, como contribuem para sistemas de transporte mais inteligentes e eficientes.

5. Impactos no planeamento urbano. É verdade. A adoção de VEs está a influenciar o planeamento das cidades. Muitas já estão a reconsiderar o design urbano para acomodar uma infraestrutura de carregamento extenisva e para integrar melhor os VEs no tecido urbano.

Novos desafios. Apesar dos muitos benefícios, existem desafios na adoção de VEs, como um custo inicial de aquisição ainda mais elevado, a ansiedade de autonomia e a necessidade de uma infraestrutura de carregamento mais robusta. A ligação entre VEs e energias renováveis é outro aspeto fundamental. À medida que mais energia é gerada a partir de fontes renováveis, os VEs tornam-se ainda mais amigos do ambiente. Os VEs também estão a desempenhar um papel importante na mobilidade partilhada. Serviços de carsharing e ride-hailing estão a incorporar cada vez mais VEs nas suas frotas, oferecendo uma alternativa sustentável ao transporte individual. Por tudo o que vimos até aqui o futuro dos VEs parece promissor. Com os avanços tecnológicos contínuos, maior acessibilidade e apoio governamental, os VEs estão a caminho de se tornarem a norma nas cidades.

Cidades de referência na mobilidade elétrica. Algumas cidades ao redor do mundo estão a liderar esta tendência de adoção de veículos elétricos e infraestrutura tornando-se, por isso, modelos de referência em mobilidade elétrica. Ora veja.

1. Oslo, Noruega. É citada como líder mundial em mobilidade elétrica. Tem uma das maiores densidades de postos de carregamento e oferece incentivos significativos para a adoção de VEs.

2. Amesterdão, Países Baixos. Tem investido fortemente em insfraestrutura de carregamento e tem planos ambiciosos para se tornar uma cidade com zero emissões.

3. Shenzhen, China. Notável pela sua frota de táxis e autocarros totalmente elétricos, demonstrando o compromisso da China com a mobilidade elétrica.

4. Estocolmo, Suécia. Está a fazer progressos significativos na promoção de veículos elétricos e na redução das emissões de gases de efeito estufa.

5. São Francisco, Estados Unidos. Conhecida pela sua cultura inovadora, tem sido pioneira na adoção de VEs e na construção de uma infraestrutura de carregamento extensiva.

Estas cidades, às quais esperamos que se juntem Lisboa, Porto, Braga, Faro, Guimarães, Évora e tantas outras no nosso pais, estão a definir o padrão para a mobilidade urbana do futuro, demonstrando que a transição para veículos elétricos é possível e benéfica para a sustentabilidade ambiental, a qualidade do ar e a inovação urbana.

Publicado a 19 de março de 2024
Esse artigo foi útil?

19 de março de 2024
Partilhar esta mensagem

Artigos relacionados

Mercado
Indústrias em 2021: 4 tendências para o setor automóvel26 março 2021 - 2 min de leitura
Mercado
Nio, Xpeng e Li Auto são os novos players no mercado em 202121 março 2021 - 4 min de leitura
Sustentabilidade
Emissões zero em toda a frota até 2030 - LeasePlan14 março 2019 - 1 min de leitura