iStock-1287295539

BMW quintuplicou os lucros nos primeiros meses de 2021

1 min de leituraMercado
A abrandamento no setor automóvel parece não atrasar a BMW. A marca detentora da Mini e da Rolls-Royce quase quintuplicou os seus lucros, no primeiro trimestre de 2021. Tudo graças à rápida recuperação do mercado asiático. 
Partilhar esta mensagem

Até março deste ano a receita fabricante automóvel BMW aumentou mais de 120%, arrecadando 3.025 milhões de euros. O lucro foi de  2.833 milhões de euros.

Estes resultados advém da recuperação do setor na china, que contribuiu em larga escala para a venda de 636.606 automóveis. Segundo o comunicado oficial, as vendas da marca BMW aumentaram 36,1%, enquanto que as da Rolls Royce aumentaram 61,8%. Esta é mais uma prova de que as marcas de luxo resistem às quebras no setor.

O modelo de negócio do grupo tem êxito também em tempos de crise. Nós mantemos um crescimento sustentável, bem como um lucro forte.

Oliver ZipsePresidente Executivo da BMW

Apenas no que diz respeito a veículos elétricos e híbridos plug-in, a marca registou a comercialização de 70.207 unidades.  Face às metas de redução de emissões carbónicas para 2030, a BMW prevê uma continua evolução das vendas deste tipo de veículos. Fala-se num aumento de 50%, até 2025.

Porém, a marca defende que a mobilidade sustentável vai além da propulsão elétrica. E, por esse motivo, o fabricante automóvel está também a participar em projetos de reciclagem de baterias elétricas e de ampliação da infraestrutura da rede de carregamento.

Sabe-se também que, à pouco tempo, a fabricante assinou um contrato de fornecimento de “lítio sustentável” na América do Sul por vários anos.

Publicado a 19 de maio de 2021
19 de maio de 2021
Partilhar esta mensagem

Artigos relacionados

Gestão de frotasEconomia mundial em disrupção. Qual o impacto na gestão de frotas?22 abril - 4 min de leituraArrowRight
Gestão de frotasPasse à frente da fila com a nova área de pedidos do My Fleet02 dezembro 2021 - 2 min de leituraArrowRight
Gestão de frotasQuando a gestão da frota se torna complexa25 fevereiro 2020 - 3 min de leituraArrowRight