Tesla Model Y vs Audi E-Tron

Qual o fator predominante na hora de escolher um SUV elétrico: luxo ou autonomia?

O Model Y e o E-Tron foram dos primeiros SUV elétricos de grande porte a chegar ao mercado. Embora ambos providenciem modos de condução que permitem aumentar a capacidade de resposta, são dois modelos acima de tudo para uma utilização familiar, para quem privilegia o espaço a bordo. Mas, na hora de compará-los, o que prevalece: a autonomia ímpar do Tesla ou os acabamentos luxuosos do Audi?

12 de maio de 2022

Tesla Model Y

O SUV elétrico norte-americano impressiona pela performance, pelo nível de autonomia, pelo muito espaço a bordo e pela opção “long range” com uma terceira fila de bancos em opção – apesar de esta ser bastante apertada para transportar adultos. A isso alia um ecrã de infotainment de grandes dimensões, disposto na vertical.

Contra si tem o facto de ter um amortecimento algo duro, alguns acabamentos pouco felizes e de fraca qualidade, um formato de carroçaria pouco consensual e um sistema de infotainment passível de distrair o condutor.

  • Segmento: SUV
  • Lugares: 5/7 pessoas
  • Portas: 5
  • Tração: frente 4/4
  • Peso da tara: 2141 kg
  • Autonomia elétrica: 505 km
  • Bagageira: 363/753litros
  • 351 cv / 258 kW
  • Combustível: Elétrico
  • Binário: 639 Nm
  • Direção assistida

Audi E-Tron

O E-Tron é um típico modelo da Audi, que se carateriza pelo conforto e luxo – adaptado à eletrificação total. À estética exterior bem proporcionada, alia um interior cheio de estilo, bem insonorizado, com muito espaço para as pernas e um infotainment de funcionamento intuitivo. Conta também com um sistema de carregamento rápido, uma alia uma boa qualidade de amortecimento e uma direção muito precisa. Contra si tem a autonomia abaixo dos principais concorrentes, a ausência de opção “one pedal” e os comandos da climatização colocados numa zona muito abaixo do campo de visão do condutor.

  • Segmento: SUV
  • Lugares: 5 pessoas
  • Portas: 5
  • Tração: frente 4/4
  • Peso da tara: 2565 kg
  • Autonomia elétrica: 404 km
  • Bagageira: 600 litros
  • 408 cv / 300 KW
  • Combustível: Elétrico
  • Binário: 664 Nm
  • Direção assistida

 

Luxo ou autonomia?

O E-Tron foi o primeiro SUV elétrico da Audi. O seu sistema propulsor é formado por uma dupla de motores, um por eixo, o que proporciona tração integral quattro. O modelo “zero emissões” tem uma suspensão pneumática ajustável que pode ser afinada para uma condução mais desportiva ou mais confortável e suave. Existe ainda um modo “Allroad” para conduzir em condições mais “invernosas” e um modo “Offroad” que permite elevar a suspensão para enfrentar alguns caminhos fora do asfalto. Ao todo a versão aqui em análise, a 55, reúne 408 cv e 664 Nm (com o modo “overboost” acionado), o que o torna suficientemente rápido para as necessidades. O alcance máximo anunciado desta versão é de 404 km (WLTP), o suficiente para uma utilização descansada no dia-a-dia. Com um carregador rápido é possível encher até 80% da bateria em cerca de meia-hora. Este SUV vem bem equipado de série, incluindo uma climatização de quatro zonas, teto panorâmico, faróis em LED, painel de instrumentos digital de 12,3 polegadas totalmente configurável, que pode projetar a navegação. Entre os sistemas de auxílio à condução, dispõe do aviso de colisão dianteira com travagem automática de emergência, alerta de trânsito cruzado traseiro, aviso de ângulo morto e de saída de faixa de rodagem.

Por sua vez, o Model Y é o membro mais recente da Tesla, assumindo-se como um SUV mais pequeno do que o Model X. Com opção de 5 ou 7 lugares, o Y aqui em análise é a versão de tração integral, com dois motores, a debitarem 351 cv. Além disso, é a versão com bateria maior, conhecida por “long range”, que é, sem dúvida, a sua mais-valia. O Model Y é um SUV muito despachado, embora com um amortecimento a pender para o firme. O seu interior é minimalista, contando com revestimentos em couro sintético e uma faixa em madeira no tablier. O ecrã central tipo tablet tem 15 polegadas e concentra a maioria das funções do carro. O seu principal demérito é não ter integração Apple CarPlay ou Android Auto. Nos modelos com apenas duas filas de bancos a bagageira consegue chegar a expressivos 753 litros de capacidade, extensíveis a 1923 litros com o rebatimento da fila posterior. Entre o equipamento de série, destaque para o tejadilho panorâmico em vidro, bancos aquecidos à frente e atrás e ar condicionado automático. O ecrã central inclui navegação e é complementado com um sistema de som com 14 altifalantes, 4 portas USB e duas docas para carregar o smartphone sem fios. A Tesla inclui ainda o sistema de condução semiautónoma, que obriga, no entanto, ao condutor a estar sempre atento e pronto para assumir o comando do carro.

 

Vamos aos números

O Audi E-Tron é 15 cm maior do que o Tesla Model Y, mas a distância entre eixos difere apenas em 38 mm, com vantagem para o modelo alemão. Isto significa que o aproveitamento de espaço interior não difere muito entre ambos. Já a diferença de peso entre os dois é substancial, com o modelo americano a mostrar-se 424 kg mais leve. Isso faz diferença ao nível das prestações, com o Tesla a conseguir anunciar 0-100 km/h em 5,1 segundos em vez dos 5,7 do Audi, apesar de o Model Y ter menos 57 cv. O Model Y anuncia também uma velocidade máxima superior: 217 km/h em vez de 200 km/h. A nível de consumos, o modelo alemão também sai a perder, pois anuncia uma média de 24,4 kWh/100 km em detrimento de uns bem mais simpáticos 16,8 kWh/100 km do Tesla que também se impõe, como já tínhamos referido, ao nível da autonomia com mais 103 km de alcance com um único carregamento (apesar de o Audi ter uma bateria com 95 kWh de capacidade contra a de 75 kWh do Tesla). Ambos os SUV elétricos podem carregar a 150 kW, embora o Audi anuncie ser mais lento no processo de carregamento – 14 horas numa para uma carga total numa tomada de 7,4 kW em vez de 12,7 h anunciadas pelo modelo germânico.

O veredito

Há muitos aspetos que unem os dois modelos aqui em confronto: a tração integral e o espaço desafogado a bordo. O Audi tem a vantagem de ser mais competente fora de estrada, mais confortável e de ter um interior mais luxuoso. Já o Tesla tem maior autonomia, consumos mais baixos, uma bagageira maior e opção de sete lugares. Somando todos estes aspetos, o E-Tron é realmente uma aposta melhor para quem prefere o conforto e o luxo a bordo, com ocasionais saídas do asfalto, enquanto o Model Y é uma proposta mais em conta e com mais autonomia, também com bom aproveitamento do espaço, embora com menos confortável e com alguns acabamentos menos conseguidos.

Gostaria de conduzir um Tesla Model Y ou um Audi E-Tron?

Entre em contacto connosco. Teremos todo o gosto em analisar as opções de renting, sem qualquer compromisso.

Ligue 800 10 70 70

Disponível de segunda a quinta-feira, das 09:00 às 13:00 e das 14:00 às 17:30. Às sextas-feiras, disponível das 09:00 às 13:00 e das 14:00 às 17:00. Chamada gratuita.

LIGAR JÁ
e-mail

Envie um e-mail

Entre em contacto connosco através do endereço de e-mail renting.auto@leaseplan.com.

enviar já