Carros de empresa: o que faz mais sentido – renting ou compra?

Uma nova perspectiva em ambas as opções

10 de Fevereiro de 2020

Quando uma empresa precisa de um ou mais carros para apoiar as suas atividades empresariais, a principal pergunta a fazer é: “O que faz mais sentido, o renting ou a compra?”. Muitas vezes, e principalmente, as pequenas e médias empresas (PME) não se questionam sobre isto. Seja porque atuam por hábito ou porque consideram que a sua solução atual é a melhor opção disponível. No entanto, é uma pergunta essencial para todas as empresas, uma vez que a decisão entre o renting e a compra tem consequências financeiras e operacionais para todos os tipos de empresas. Por vezes, o renting é considerado como uma opção mais cara, mas as aparências iludem.

Uma verdadeira comparação entre o renting e a compra envolve algumas questões analíticas complexas, uma vez que a decisão tem impacto não apenas na liquidez, no fluxo de caixa, na demonstração de resultados e no balanço da empresa, mas também na eficiência organizacional relativamente à gestão dos carros.

Chegou o momento de reavaliar a sua posição em relação ao renting e à compra? Para o ajudar a tomar a decisão certa, este artigo compara as vantagens e as desvantagens do renting e da compra, destacando alguns fatores muitas vezes descurados.

Atualmente, a mobilidade é um facilitador de negócios para inúmeras empresas, e todas se deparam com a mesma decisão importante: a compra ou o renting dos veículos que necessitam para o seu negócio. Para conseguir uma comparação adequada entre o renting e a compra, as empresas devem analisar atentamente o custo total de propriedade (TCO) de ambas as opções. Cada uma das fases isoladas do ciclo de vida do veículo envolve diferentes considerações e decisões a tomar.

Aquisição

Qual é o carro é o mais adequado à sua situação e que apresenta também a melhor relação qualidade-preço? A compra de um carro em detrimento do renting proporciona a máxima autonomia, flexibilidade e liberdade de escolha. Pode selecionar o carro pretendido por si ou pelos seus condutores, pedir orçamentos aos concessionários e realizar a encomenda no fornecedor da sua preferência. Se a sua empresa estiver a desenvolver uma frota considerável, possivelmente poderá negociar descontos atrativos ao recorrer ao mesmo concessionário para todas as compras, com base na promessa de futuros contratos de assistência ou nas referências da empresa ou do colaborador.

No entanto, encontrar o(s) carro(s) certo(s) com o preço adequado na localização ideal pode demorar muito tempo e exige um determinado nível de conhecimentos e capacidade de negociação. Ainda que, por vezes, com o renting possa parecer que tem menos liberdade de escolha relativamente aos modelos dos carros, a última palavra sobre a escolha do carro é sempre sua.

Além de todas as complicações e tarefas administrativas de gestão do(s) carro(s) ficarem a cargo de terceiros, beneficia também do aconselhamento e apoio especializados da empresa de renting na seleção do(s) carro(s) mais adequado(s) para a sua empresa, com base nos custos de todo o ciclo de vida do veículo. Além disso, é garantido o preço mais baixo, graças a uma central de aquisições e ao poder negocial das empresas de renting junto dos fabricantes automóvel, que melhora as condições de compra.

Adicionalmente, devido às suas relações sólidas com os fabricantes automóvel, as empresas de renting têm acesso às tecnologias mais recentes, permitindo-lhe tirar partido de avanços tecnológicos, como uma melhor economia de combustível, segurança, telemática, etc. Mesmo que necessite de carros altamente especializados para o seu negócio, num setor específico, como, por exemplo, o da construção ou o alimentar, geralmente as empresas de renting podem proporcionar veículos altamente personalizados de acordo com as suas necessidades técnicas específicas.

Financiamento

Após a escolha do(s) carro(s), o passo seguinte é obter o financiamento. Para realizar uma comparação adequada do "custo do dinheiro" entre os cenários de compra e renting, tem de considerar a média ponderada dos custos de capital da compra do veículo em comparação com o custo dos juros que terá de pagar num cenário de renting.

Comprar um ou mais veículos exige que invista capital, aplicando o dinheiro que poderia ter investido na sua atividade principal. A não ser que tenha uma grande empresa, o dinheiro destinado aos seus carros terá um custo, seja devido a um empréstimo ou porque o seu investimento precisa de retorno.
Por outro lado, o renting permite-lhe ter acesso aos carros de que necessita sem recorrer a valioso capital operacional ou a linhas de crédito que poderão ser utilizadas de forma mais benéfica para continuar a desenvolver o negócio da sua empresa. Num plano de renting, paga uma renda mensal fixa durante todo o período do contrato de renting para cobrir custos de desvalorização e juros, com base no valor de investimento do veículo e no respetivo valor de revenda previsto no fim do contrato. Isto também contribui para uma melhor previsão, planeamento e controlo do fluxo de caixa, devido à redução da incerteza e do risco.

Por último, mas não menos importante, na perspetiva do financiamento, existe a questão da garantia. Todos os carros novos têm uma garantia básica, mas nem sempre é claro aquilo que realmente cobre. Para que desfrutem de total tranquilidade, os proprietários têm de adquirir uma extensão da garantia, que geralmente tem um custo considerável. No caso do renting, mesmo o custo de problemas mecânicos graves está incluído na renda mensal, o que significa que a empresa de renting assume o risco, em vez de o expor a surpresas desagradáveis como despesas inesperadas e potencialmente dispendiosas.

Considerações operacionais

Após a obtenção do financiamento, os custos de funcionamento são a fase seguinte no ciclo de vida do veículo. As considerações operacionais incluem o seguinte: seguro, combustível, manutenção, mudanças de pneus de inverno/verão, assistência em caso de avarias e gestão de quaisquer reparações, acidentes e possíveis indemnizações, veículo de substituição, bem como multas de estacionamento. Num cenário de compra, terá de gerir todas estas situações por conta própria internamente, como, por exemplo, emitir cartões de crédito da empresa ou ao reembolsar os colaboradores dos custos com combustível, recorrer à subcontratação de um fornecedor, como o seu concessionário local, para manutenção e reparações, e ainda do seu corretor para o seguro, gestão de acidentes e o processamento de indemnizações.

No entanto, este aspeto do TCO é muitas vezes subestimado. Independentemente do número de veículos, geri-los de forma eficiente envolve um esforço considerável. Todas estas atividades exigem tempo e esforço para encontrar o fornecedor certo, negociar o preço adequado, verificar as faturas recebidas e pagá-las atempadamente, e isto pode sobrecarregar significativamente o gestor de frota ou o departamento administrativo.

Num cenário de renting, a empresa de renting encarrega-se da gestão de todos os serviços operacionais, permitindo-lhe focar-se na sua atividade principal. Enquanto componente de custos garantido no contrato de renting, a manutenção, incluindo os trabalhos de manutenção preventiva e corretiva, não programada, bem como as reparações na estrada, é realizada ao longo da vida útil do veículo por um fornecedor aprovado, com base em contratos de nível de serviço (SLA) e em processos de aprovação para o trabalho que tem de ser realizado. Da mesma forma, as mudanças de pneus estão incluídas no plano de renting e são realizadas em oficinas aprovadas com os SLA, eliminando também o problema do armazenamento do conjunto de pneus sobresselentes. Relativamente ao combustível, cada condutor segurado recebe um cartão de combustível (disponível em várias opções), que proporciona uma cobertura abrangente e descontos potenciais. A empresa de renting pode ainda fornecer relatórios de combustível que lhe permitem obter informações sobre o consumo, os custos e as emissões de CO2 relacionadas.

O seguro é outro componente de custo fixo, em estrita conformidade com a data de início e de fim do contrato de renting, tal como o processamento de indemnizações, a assistência em caso de avarias e a gestão de acidentes (incluindo um veículo de substituição). Todos estes aspetos reduzem os períodos de imobilização, proporcionando-lhe um aumento da eficiência de processos enquanto cliente de renting.

Venda

No fim do ciclo de vida, depois de atingir uma determinada idade, o carro tem de ser vendido ou desvalorizado. Isto envolve um componente de risco significativo para os proprietários de veículos, que têm duas opções: desvalorizar completamente o carro e registar o produto da venda como um resultado positivo ou determinar um valor de revenda previsto e desvalorizar o carro em conformidade.

Neste caso, existe o risco de o carro acabar por ser vendido abaixo do valor previsto, o que resulta em perdas financeiras. Num contrato de renting fechado ou operacional, a empresa de renting prevê o valor residual provável no início do prazo do contrato e calcula as suas prestações mensais (incluindo a desvalorização e os juros) em conformidade. Desta forma, fica liberto da preocupação e do risco de um valor de revenda inferior ao esperado no fim do período de renting.

As vantagens do renting

O serviço de renting garante muitas vantagens económicas e operacionais para o ajudar a desenvolver o seu negócio:

  • A decisão sobre as especificações do carro é sua, mas a empresa de renting trata do resto
  • Renda mensal fixa durante o período do contrato com os serviços incluídos, o que lhe garante um melhor controlo e previsibilidade dos custos
  • Os custos de manutenção são garantidos, sem surpresas desagradáveis ou despesas inesperadas
  • O serviço de renting permite manter a disponibilidade financeira para despesas ou investimentos mais rentáveis para o seu negócio
  • Redução de custos, pois beneficia de descontos de fornecedores negociados pela empresa de renting;
  • O valor residual é garantido, sem custos de transferência se o carro for vendido a um preço inferior ao previsto
  • Pode confiar nos conhecimentos e na experiência em gestão de frotas da empresa de renting e beneficiar de um gestor de conta dedicado
  • Ausência de risco e menos trabalho administrativo, com a empresa de renting a encarregar-se de proporcionar e gerir todos os serviços e custos relacionados com o carro

Conclusão

A decisão entre o renting e a compra envolve mais do que apenas uma comparação entre os custos mensais dos juros/a desvalorização e a renda mensal de renting. Cada fase do ciclo de vida do carro envolve considerações que têm impacto no custo total de um veículo, seja próprio ou de renting, ao longo da respetiva vida útil. Para ter uma visão completa, além dos custos financeiros no balanço, também deve ter em conta o valor dos serviços de assistência e gestão prestados por uma empresa de renting. Estes serviços irão reduzir o volume de trabalho interno dos gestores de frotas ou dos colaboradores administrativos e, por conseguinte, permitir-lhe uma poupança adicional.

A nossa equipa dedicada de profissionais especializados está à espera do seu contacto

Ligue-nos 800 20 42 98

A nossa equipa de profissionais especializados está disponível para falar consigo durante o horário de expediente.

Ligar já