Universidade de Aveiro desenvolve capa de volante que alerta para sinais de fadiga

1 min de leituraMobilidade
Está demasiado cansado para conduzir? Uma capa de volante desenvolvida na Universidade de Aveiro (UA) pode alertá-lo para descansar um pouco e prevenir males maiores.
Partilhar esta mensagem

A capa foi desenvolvida por uma equipa de investigadores do CICECO – Instituto de Materiais de Aveiro (uma das unidades de investigação das UA).

Os sensores acoplados na capa registam a condutividade elétrica da pele, uma propriedade que funciona como um indicador do estado psicológico e fisiológico dos indivíduos, permitindo identificar alterações na condutividade e relacioná-las com padrões de comportamento humano.

Havendo cansaço, o sistema envia por bluetooth um alerta para o telemóvel ou smartwatch do condutor.

A investigadora Helena Alves admite que, no futuro, possa ser possível “convergir para cenários em que o sistema está ligado diretamente ao veículo e é o próprio computador de bordo a apresentar as notificações ou a alterar o comportamento do mesmo”.

Cerca de 20 por cento dos acidentes rodoviários têm origem no cansaço do condutor.

Publicado a 6 de agosto de 2020

6 de agosto de 2020
Partilhar esta mensagem

Artigos relacionados

AutomóvelToyota apoia simulador de condução autónoma12 agosto 2020 - 1 min de leituraArrowRight
AutomóvelCoreanos destacam-se em estudo da americana JD Power12 agosto 2020 - 1 min de leituraArrowRight
AutomóvelFord apresenta o novo SUV inteligente da marca, Edge10 agosto 2020 - 1 min de leituraArrowRight