Chat CGP

O Chat GPT está aí …e vai chegar ao seu próximo automóvel

2 min de leituraInovação
Folhear o manual de instruções ou navegar o sistema multimédia de um automóvel são tarefas que podem ter os dias contados? É verdade: a resposta chama-se Chat GPT e a tecnologia de Inteligência Artificial (IA), que vai estar presente nos automóveis do futuro. As vantagens parecem ser muitas, mas há alguns riscos também.
Partilhar esta mensagem

O Chat GPT é um dos temas do momento. Tem gerado discussões apaixonadas e enquanto tecnologia promete revolucionar diversas áreas da nossa vida. A indústria automóvel e a forma como vivemos a mobilidade é uma delas. A General Motors (GM), por exemplo, garantiu já que está a explorar a utilização do Chat GPT para os seus automóveis.

Um porta-voz da GM, em entrevista à Reuters, disse ver com bons olhos a integração do Chat GPT da OpenAI, como parte de uma colaboração contínua entre a GM e a Microsoft. “Já não se trata de um recurso para a evolução dos comandos de voz. Poderá ser uma ferramenta capaz de tornar os carros mais capazes. O ChatGPT estará em tudo”, referiu o vice-presidente da GM, Scott Miller. Na perspectiva da marca norte-americana, o Chat GPT poderá ser usado para programar funções dentro do carro ou até mesmo para dar lições ao condutor sobre o funcionamento geral do mesmo, dispensando os tradicionais manuais que costumamos “arquivar” no porta-luvas.

Mas o que é que a IA pode trazer para dentro dos nossos carros?

Os atuais assistentes de idiomas, instalados nos automóveis, reconhecem apenas um número limitado de palavras, o que deve mudar com o suporte de IA. No futuro, por exemplo, poderemos pedir ajuda à IA para resolver uma situação de um pneu furado - que será capaz de explicar como é que se faz a substituição. O carro poderá também reproduzir um vídeo de instruções no ecrã.

Outro exemplo, que todos conhecemos, é quando se acende alguma luz no painel de navegação. Nesse caso, poderemos perguntar ao assistente digital o que significa e quais os procedimentos que devemos ter em atenção.

O Chat GPT supera os atuais assistentes de voz.

É verdade que algumas destas funções não são novidade. Já estão disponíveis em muitos automóveis em circulação. Contudo, hoje em dia, a ajuda vem normalmente de um assistente humano, sentado algures numa central de apoio e não de um chatbot de IA.

Da mesma forma, o controle por voz nos automóveis não é uma novidade absoluta. Em muitos modelos, o aquecimento ou a abertura de uma janela já pode ser acionado por voz.

Alguns riscos.

Embora os especialistas apontem como “inevitável” a integração do Chat GPT nos automóveis e na mobilidade do futuro, também afirmam que há alguns riscos potenciais. Além da distração que poderá provocar, alertam que ter um assistente digital desta natureza num automóvel pode deixá-lo vulnerável a hackers.

Dennis Kengo Oka, responsável de segurança na Synopsys Software Integrity Group, em declarações à Veredict, deixou claras as suas reservas: “Da mesma forma que o Chat GPT, com restrições limitadas, permitiu desenvolver ferramentas de malware e hacking para obter informações com intenção maliciosa, um assistente digital integrado no automóvel também pode ser manipulado para obter informações prejudiciais ao utilizador”.

Mas o que é o Chat GPT?

Se o leitor ainda não está identificado com esta tecnologia, fique com a informação de que o Chat GPT é uma interface de inteligência artificial desenvolvido pela OpenAI. Desde que foi lançado - em novembro de 2022 - está a ser alvo de novas atualizações, que estão a potenciar ainda mais as suas capacidades. Trata-se de uma ferramenta capaz de executar tarefas que vão desde a escrita de um e-mail, ou mesmo escrever código como um programador. O utilizador só precisa de descrever o que necessita.

Publicado a 28 de abril de 2023
Esse artigo foi útil?

28 de abril de 2023
Partilhar esta mensagem

Artigos relacionados

Mercado
A Europa sem chips é uma Europa diminuída23 março - 3 min de leituraArrowRight
Gestão de frotas
De que forma a escassez de semicondutores está a afetar as entregas de veículos04 maio 2021 - 4 min de leituraArrowRight
Gestão de frotas
O futuro das frotas10 fevereiro 2020 - 7 min de leituraArrowRight