11-JUNHO_FUSAO_FIAT_RENAULT_RETIRADA

Falta de condições políticas “condena” fusão Fiat-Renault

1 min de leituraAutomóvel
A Fiat Chrysler Automobiles (FCA) retirou a proposta de fusão com o grupo Renault, alegando falta de condições políticas.
Partilhar esta mensagem

A decisão foi anunciada nas primeiras horas desta quinta-feira (dia 6 de Junho), após o conselho de administração da Renault ter adiado a votação pela segunda vez. Representantes do estado francês, que detêm 15% da Renault, terão pedido mais tempo para avaliar a proposta de fusão.

“A FCA continua firmemente convencida do lógico e do transformacional da proposta que tem sido amplamente apreciada desde que foi submetida, cuja estrutura e termos foram cuidadosamente equilibrados para oferecer benefícios substanciais a todas as partes.

No entanto, tornou-se claro que não existem atualmente condições políticas em França para que essa combinação prossiga com sucesso”, aponta o comunicado da Fiat.

A mesma nota indica que o grupo ítalo-americano expressa agradecimento ao grupo Renault e à Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi “pelo envolvimento construtivo em todos os aspetos da proposta da FCA”.

Publicado a 10 de junho de 2019

10 de junho de 2019
Partilhar esta mensagem

Artigos relacionados

Gestão de frotasQuando a gestão da frota se torna complexa25 fevereiro 2020 - 3 min de leituraArrowRight
Gestão de frotasO TCO não é um número estático21 fevereiro 2020 - 5 min de leituraArrowRight