Afinal, o que é sinistro?

2 min para lerNoovuCar
Saber qual é a sua cobertura de seguro pode te trazer tranquilidade após um sinistro acontecer.
Share this

Até que um dia, por conta de um deslize, você bate o carro. E agora? O que fazer com todo o prejuízo? Será que o seguro da empresa vai cobrir? 

Esse problema tem nome e solução: sinistro e seguro. O termo pode significar um adjetivo perigoso, que antecede algo negativo, contudo, no dicionário do meio automotivo, sinistro é qualquer dano provocado em um bem sobre o qual tenha sido feito um seguro. Teve um prejuízo material? Sinistro. Mas pode ficar tranquilo que a situação já estava prevista no contrato de seguro. Tudo será indenizado ao segurado. 

Porém, a solução vai depender de acordo com a cobertura do veículo. Muitas vezes, o segurado só descobre qual é a sua cobertura depois do acidente. Por isso, é importante conhecer as regras de indenização do seguro antes de acontecer qualquer dano ao veículo. Dessa forma, o sinistro não se torna assustador para o condutor, muito menos para a empresa.

As principais coberturas existentes estão distribuídas entre três produtos distintos que podem ser contratados:

Casco: proteção para o seu veículo

O casco é um tipo de franquia de seguro que cobre o próprio bem, ou seja, apenas o carro está protegido. Nesse caso, existe uma coparticipação do condutor, que é o valor da franquia. Independente ao dano que ocorra naquele veículo, se ele tiver cobertura, o valor máximo a ser desembolsado é o valor estipulado da franquia e todo o restante é coberto pela seguradora.

APP: protege quem está dentro

Se o casco protege apenas o veículo em si, o APP faz a cobertura para os ocupantes do veículo. O valor pode atingir até 30 mil reais e é rateado conforme o número de pessoas, em casos de danos corporais. A regra é clara: se haviam cinco pessoas dentro do carro, serão disponibilizados 6 mil reais em auxílio médico para cada uma sempre limitado ao número de ocupantes permitidos no modelo do veículo.

Responsabilidade Civil Facultativa, o RCF

O RCF faz a cobertura aos danos de terceiro. Seja um prejuízo em outro carro, patrimônio público, um poste, uma cerca, entre outros. Além de danos materiais, esse tipo também cobre danos corporais, como a cobertura médica em casos de atropelamentos ou até mesmo em casos de danos morais.

Share this
Publicado em 31 de maio de 2022

Mais sobre
31 de maio de 2022
Share this

Artigos relacionados

Segurança
3 dicas de direção defensiva para dias chuvosos09 fevereiro - 1 min para lerArrowRight
Segurança
Enchentes: o que fazer se o carro for atingido por uma?01 fevereiro - 2 min para lerArrowRight
Segurança
5 Dicas para não dormir ao volante07 janeiro - 2 min para lerArrowRight