Veículos ficam mais caros com a desvalorização do real

2 min para lerNoovuCar
Alta do dólar e do euro: saiba quais são os impactos para o setor automotivo.
Share this
A alta do dólar e do euro afeta os custos na produção dos veículos brasileiros.

A valorização de moedas como o euro e o dólar impacta diretamente no valor dos veículos brasileiros. Com a moeda norte-americana à R$5 - ou mais -, as montadoras brasileiras se encontram em uma saia-justa, precisando repassar um aumento em torno de 12% no preço praticado aos consumidores. 

Por que a alta do dólar e do euro impacta no valor dos veículos brasileiros?

Nenhum carro é 100% nacional! Boa parte dos componentes são importados o que faz com que o valor de um carro dependa da valorização ou desvalorização da moeda europeia ou norte-americana. Para se ter noção do nível de dependência do Brasil em relação a outros países na produção de um veículo, estima-se que um modelo de entrada tenha 40% de suas peças importadas. 

Outra questão que deve ser considerada é que, cada vez mais, os carros são lançados com uma série de novidades tecnológicas, que além de aumentar o preço do veículo, tornam o mercado brasileiro ainda mais dependente da importação. Isso porque várias dessas tecnologias embarcadas são frutos de pesquisas e do desenvolvimento de países da zona do euro ou dos Estados Unidos. 

Dados do Ministério da Economia mostraram que o Brasil importou US$13,2 bilhões em componentes automotivos em 2019; investimento de R$52,8 bilhões, considerando a cotação na faixa de R$4 do começo de janeiro de 2020. Se o cálculo da importação for refeito, mas com o valor do dólar atual, de R$5, o investimento é de R$66 bilhões. 

Um exemplo de veículo que sofreu com o aumento do dólar é o Corolla, da Toyota. Eleito o Carro do Ano em 2020, o sedã já teve o preço reajustado duas vezes desde o início do ano, chegando a um reajuste total de 4,9%; e alguns de seus modelos chegaram a sofrer um aumento de 5 mil reais.  

Depois de paralisações e do lockdown em vários países e no Brasil, o setor apresenta números desanimadores. Segundo a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), com as fábricas paradas, o mês de abril de 2020 ficou marcado pelo pior nível de produção de veículos desde 1957. E a previsão é de que o mercado de veículos voltará ao ritmo pré-pandemia apenas em 2025.

Mas, uma oportunidade que pode surgir para o Brasil neste momento, é o crescimento do ramo das autopeças nacionais. Antes pouco competitivas, agora elas parecem ser uma ótima opção devido ao aumento constante do preço do dólar e do euro. 

A LeasePlan, líder global em carro como serviço, está sempre atenta às novidades do setor automotivo para oferecer as melhores soluções em mobilidade.  Temos acordos globais com todas as montadores, por isso, temos preços mais competitivos. Além disso, nossos profissionais atuam de forma estratégica para que, independente das adversidades do mercado, consigamos reduzir seus custos operacionais para que você possa focar no que interessa!

Share this
Publicado em 31 de maio de 2022

Mais sobre
31 de maio de 2022
Share this

Artigos relacionados

Segurança
3 dicas de direção defensiva para dias chuvosos09 fevereiro - 1 min para lerArrowRight
Segurança
Enchentes: o que fazer se o carro for atingido por uma?01 fevereiro - 2 min para lerArrowRight
Segurança
5 Dicas para não dormir ao volante07 janeiro - 2 min para lerArrowRight