Quais são as multas mais comuns de uma frota corporativa?

4 min para lerFrotas
Multas: conheça as infrações mais cometidas pelos condutores de uma frota e o que fazer para evitá-las.
Share this

Elencamos as infrações mais cometidas pelos condutores e algumas dicas para evitar esses tipos de multas.

Multas, além de serem um alerta sobre comportamento inseguro dos condutores, também são um grande gasto para a empresa. Segundo uma estimativa feita pela Automotive Fleet, em média, 5% a 10% do orçamento anual da operação de uma frota é desperdiçado no pagamento de multas. Mas é possível evitar este prejuízo! O primeiro passo para isso, é saber quais são as multas cometidas pela frota, para assim, atuar estrategicamente e evitar que sejam cometidas tais infrações.

Para ajudar na gestão das multas, a LeasePlan reuniu alguns dados fornecidos pelo Registro Nacional de Infrações de Trânsito (RENAINF) e do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para elencar as principais multas das frotas corporativas. Depois, separamos algumas dicas importantes para evitar multas e, consequentemente, economizar. Confira!

Principais multas de trânsito no Brasil

Em maio de 2020, ainda no começo da pandemia do novo coronavírus - e com um menor número de carros circulando- , foram cometidas mais de 780.000 infrações de trânsito em todo território nacional. Entre as principais infrações, estão:

  1. Excesso de velocidade

    Segundo o artigo 218 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), dirigir acima da velocidade permitida é uma infração que pode ser enquadrada em 3 situações:

    ⠂Acima do limite de velocidade em até 20% é infração média, com acréscimo de 4 pontos no prontuário do condutor e multa de R$130,16.

    ⠂Acima do limite de velocidade entre 20% e 50% é infração grave, com acréscimo de 5 pontos no prontuário do condutor e multa de R$195,23.

    ⠂Acima do limite de velocidade em mais de 50% é infração gravíssima (multiplicada por 3), com acréscimo de 7 pontos no prontuário do condutor e multa no valor de R$880,41. O condutor está sujeito à suspensão do direito de dirigir e recolhimento da CNH – Carteira Nacional de Habilitação.

  2. Avançar o sinal vermelho ou parada obrigatória

    Prescrita no artigo 208 do CTB, a infração é prescrita como gravíssima, com multa de R$ 293,47.

  3. Dirigir sem cinto

    Segundo o artigo 167 do CTB, deixar de usar o cinto de segurança é uma infração grave, com multa de R$ 195,23 e retenção do veículo até a colocação do cinto.

  4. Estacionar no passeio (calçada)

    Estacionar na calçada, segundo o art. 181 do CTB é uma infração grave, com multa de R$ 195,23 e remoção do veículo.

  5. Usar celular ao volante

    Se o condutor do veículo for flagrado dirigindo com apenas uma das mãos por estar segurando ou manuseando o celular, a infração será gravíssima conforme prescrito no art.252, com acréscimo de 7 pontos no prontuário do condutor e a multa será de R$293,47.

Multas mais cometidas pelas frotas corporativas

Com o grande fluxo do dia a dia operacional, é claro que os condutores acabam cometendo infrações e muitas delas são as mesmas mais cometidas pelos brasileiros. Porém, é preciso que os gestores fiquem atentos a alguns pontos mais específicos de suas frotas, como a conservação dos veículos e o excesso de peso.

Agora, confira a lista com as multas mais comuns em frotas corporativas:

  1. Uso de celular ao volante

    Como esclarecido no tópico anterior, usar o celular enquanto dirige é uma infração gravíssima que pode gerar 7 pontos na carteira do condutor, e multa de R$293,47.

  2. Estacionar ou parar em lugar proibido

    No CTB, do artigo 181 ao 183, são citadas as infrações de estacionamento ou parada em local proibido, que vão de natureza leve à gravíssima, podendo ocasionar em multa e remoção do veículo.

  3. Excesso de peso

    Segundo o artigo 231 do CTB, o excesso de peso ou de capacidade de tração têm natureza de média a gravíssima e o valor da multa depende do excesso apurado. Além disso, o veículo só poderá continuar viagem após descarregar o peso excedente.

  4. Má conservação do veículo

    Conforme o artigo 30 do CTB, conduzir um veículo em mau estado de conservação, comprometendo a segurança é uma infração grave, com perda de 5 pontos na carteira e multa de R$195,23.

Como evitar multas em um frota corporativa?

A melhor forma de evitar multas de trânsito é investir em treinamentos. Dessa forma, o condutor terá consciência sobre a importância de dirigir em segurança. Para isso, a LeasePlan oferece a seus clientes o Programa de Condução Preventiva, com muito conteúdo, treinamentos e ações educativas para tornar a frota mais segura, econômica e sustentável. 

Além dos treinamentos, que vão atuar na conscientização dos condutores, é importante formular uma Política de Frotas consistente, para estabelecer, em comum acordo, quais serão as consequências de uma multa para o condutor. Dessa forma, a empresa pode definir quais multas serão de sua responsabilidade (como má conservação do veículo ou excesso de peso) e pelas quais o condutor é responsável (como excesso de velocidade, uso do celular ao volante ou dirigir sem cinto de segurança). 

Mas para poupar o gestor de frotas e tornar a gestão de multas mais estratégica e eficiente, o caminho ideal é a terceirização da frota com a LeasePlan. Assim, todo o trabalho burocrático é feito por quem entende, fazendo a sua empresa poupar mais tempo e dinheiro. Para saber mais, converse com um de nossos especialistas!

Gostaria de falar mais sobre terceirização de frota?

Para terceirização ou gestão de sua frota

Ligue para (011) 3296-8670 e fale com nosso time comercial.
De segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

Share this
Publicado em 1 de dezembro de 2021

1 de dezembro de 2021
Share this

Artigos relacionados

Mercado
Frotas e mobilidade em 202131 janeiro - 2 min para lerArrowRight
Frotas
O que você precisa fazer quando a luz da injeção eletrônica estiver acesa? Confira!23 novembro 2021 - 8 min para lerArrowRight
Mercado
5 Dicas para economizar combustível23 novembro 2021 - 2 min para lerArrowRight